quarta-feira, março 09, 2016

Por que Willian não entra no "meu" XI

Escalem Firmino, Jonas, Pato, Gabriel, a tiazinha do café ou até mesmo um cone como centroavante da Seleção. Mas, por favor, não tirem Neymar da ponta esquerda. Sim. Eu sei. A crise da camisa 9 é inegável e preocupante. Mas para mim é evidente que colocar Neymar nessa posição não é a opção mais inteligente. Pelo seguinte: Neymar é o melhor ponta-esquerda do mundo na atualidade, é ali que ele se sente à vontade e desequilibra, e tirá-lo dali seria um tiro no pé.

Com Neymar na ponta esquerda, onde entraria Willian, então? Na ponta direita, seria a resposta mais óbvia. Até porque é por ali que geralmente ele joga no Chelsea. No entanto, adepto dos pontas de pés invertidos que sou, essa posição, na "minha" Seleção, seria ocupada por Douglas Costa. Se o lado esquerdo seria do destro Neymar, o lado direito, sem dúvida, seria do canhoto Douglas Costa. Dessa forma os dribles entrando na diagonal e as finalizações com a parte interna do pé no canto oposto do goleiro ocorreriam com mais naturalidade. Mas é claro: isso não é uma regra. É óbvio que você pode jogar com um destro na ponta direita. Existem milhões de maneiras de se formar um time. Eu apenas prefiro o inverso, pelos motivos citados.

Com Douglas e Neymar nas pontas, sobraria a Willian, então, a faixa central. Ele tem jogado por ali no Chelsea de Hiddink, inclusive, com Pedro e Hazard nas beiradas. Contudo, para atuar por dentro, Coutinho preenche melhor os requisitos. Tem mais passe e visão de jogo. Talvez não tenha a chegada na área que Willian tem, porém é mais camisa 10. Por essas e outras, Willian não seria titular na "minha" Seleção. Apesar da excelente fase, hoje o jogador do Chelsea seria, na "minha" Seleção, banco do Neymar. Willian, aliás, sempre foi ponta-esquerda no Shakhtar. Só não joga na ponta esquerda no Chelsea porque por lá tem um tal de Hazard (o mesmo se aplica a Douglas Costa, que sempre foi ponta-direita na equipe ucraniana).

Enfim. O fato é que para as três posições da linha de três, o Brasil está muito bem servido. Neymar, Willian e Felipe Anderson seriam minhas opções para a ponta esquerda; Douglas Costa, Lucas Moura (destro) e Gabriel Barbosa (ou Hulk) seriam minhas opções para a ponta direita; e Coutinho, Oscar e Lucas Lima seriam minhas opções para a faixa central. O grande problema, claro, é na frente. Quem seria o centroavante? Talvez Firmino. Ou Jonas. Ou Pato. Não sei. Só sei que tirar Neymar da sua praia para colocá-lo numa zona desconfortável não é a melhor ideia.

3 comentários:

Paulo Yatim disse...

Perfeita análise...tb não gosto do deslocamento de Neymar para o centro do ataque. Tb gostei dos nomes que citou para cada posição, principalmente os de Felipe Anderson, Lucas Moura e Gabi Gol.

Escreva mais post...muito legal o seu blog!

Abs.
Paulo

welton jr. disse...

Boa, Carlão! Concordo em gênero, número e grau.

Juninhoitu1 disse...

Sou apaixonado pelo esquema 4-4-2 com dois volantes de contenção, dois meias armadores e dois atacantes fixos jogando os dois pelas pontas e também pelo meio, mas nessa seleção não temos dois volantes para essa contenção e sim volantes armadores que vão pra cima deixando buracos no meio.Já que a coisa não tá funcionando tão bem por que não muda então para 3-5-2 como ganhamos na Copa do Mundo em 2002? Não tínhamos laterais eficientes como está sendo agora, Marcelo e Daniel Alves jogam muito mas em seus clubes na seleção nunca mostraram o mesmo futebol, eu partiria a partir de agora jogando assim:

Goleiro: Alysson ou Diego Alves
Zagua: três zagueiros fixos sendo Thiago Silva de líbero com Miranda e Gil formandao essa zagua.
Volantes: Fernandinho pela ponta, Luis Gustavo pelo meio e na outra ponta Casemiro
Meias: Philipe Coutinho e Willian
Ataque: Neymar e Douglas Costa.

Abraços.