terça-feira, março 10, 2015

Um ano depois, a ficha cai

No dia 21 de fevereiro de 2014 publiquei um post intitulado "É hora de repensar Ganso" (confira aqui na íntegra). Um ano depois, Muricy Ramalho comentou a possibilidade de jogar (ou não) com Ganso mais recuado, como segundo volante (leia aqui). Comentário esse que foi citado por Casagrande no Bem, Amigos! da última segunda, quando ele chegou a comparar Ganso com Pirlo (veja no vídeo abaixo).

Comparação, aliás, que já havia sido feita no próprio Bem, Amigos!, naquele episódio histórico, quando Seedorf deu um banho de água fria na pachecada (relembre aqui). O que mais me chamou a atenção naquela ocasião, todavia, não foi o choque de sinceridade que o holandês deu nos outros membros do programa, mas sim estas aspas, que naturalmente ganharam pouco destaque na imprensa ignorante em tática: "Se ele (Ganso) vai jogar como armador, na frente da defesa, aí tá tudo legal." No post "É hora de repensar Ganso", citei elas em negrito.



Somente agora, um ano depois, depois de cegamente ter dado tanto murro em ponta de faca, Muricy percebe que Ganso não é o camisa 10 que entra na área que ele tanto reclamava. Por sinal, como destacou Dassler Marques no Twitter, são "terríveis para PH Ganso os quase quatro anos de carreira com Muricy. Não evoluiu absolutamente nada como jogador. 2015 dele é ridículo". De fato. Não diria que são quase quatro anos jogados fora, mas sem dúvida são quase quatro anos de pouquíssima evolução - graças a ele, tudo bem, mas muito graças ao treinador, sim, senhor.

Que Casagrande tenha se dado conta dessa possibilidade somente agora, não me surpreendo. Não o considero um bom comentarista (como pessoa, baseado na biografia Casagrande e Seus Demônios, o admiro). Que a ficha tenha caído somente agora no orelhão de Muricy, contudo, não admito. Até porque ele ganha muita grana para ocupar o cargo que ocupa, sem entregar um produto final à altura (o conceito de custo-benefício não existe no Brasil). E você que me acompanha pela Internet, em especial pelo Twitter, sabe que quando o assunto é Paulo Henrique Ganso, eu fico bem à vontade para falar.

PS: No vídeo acima Casagrande diz que Pirlo joga como segundo volante, porém nós sabemos que, há anos, ele joga à frente da zaga, como primeiro volante ou cabeça de área (prefiro chamar de cabeça de área). É assim no 4-4-2 em losango da Juventus de Allegri, que tem Marchisio e Pogba como carrileros e Vidal espetado, mais próximo da dupla de ataque. E era assim nos tempos de Conte (3-5-2) e nos tempos de Milan de Allegri, Leonardo e Ancelotti. Sem falar na seleção italiana.

5 comentários:

Flavio Maia disse...

O que acha de um 4 1 4 1 com a bola?
Kardec
Centurión souza Denilson M.bastos
Ganso
Reinaldo Toloi Edson Bruno

Sem a bola, poderia se organizar no 4 4 2 habitual, Com ganso abrindo pela direita para recompor e o winger direito(M.bastos) avançando para o ataque :
Kardec
M.bastos
Centurión Souza Denilson Ganso
Reinaldo Toloi Edson Bruno

Flavio Maia disse...

Com ganso à frente da defesa para organizar o jogo de trás, e com isso ter também mais movimentação no terço final do campo. Sem a bola, para não prejudicar a compactação, Ganso abriria para a esquerda como já está abituado, e recomporia em um 4 4 2.

Junior disse...

Ola , assista dois jogadores que jogaram a copa sao paulo de futebol junior , jogo Parana X gremio , o 1º volante do parana joga da forma que o pirlo joga , e o outro destaque é o menino do sao paulo , o 1º volante , nao me recordo o nome , mas ele é muito bom , velocidade e ritmo , bola longa e bola curta !

Anônimo disse...

4-1-4-1
Rogerio Ceni
Hudson - Rafael Toloi -Doria - Carlinhos
souza
Michel Bastos - Wesley - Ganso - Centurion
Pato ( Kardec )

Anônimo disse...

competência dos treinadores brasileiros .... nenhuma mudança
Nenhuma evolução....
No banco será para futuros jogos