segunda-feira, julho 30, 2007

Carta a Calazans

A escalação do Linha-de-Passe, da ESPN Brasil, todos sabemos de cor: Zé Trajano, Juca Kfouri, Paulo Vinicius Coelho, Márcio Guedes e Fernando Calazans comentando, com João Palomino apresentando.

Cada um tem seus pontos-fortes e seus pontos-fracos, suas qualidades e seus defeitos. Tem, para mim, muito, mas muito mais qualidades do que defeitos. Pontos-fortes do que fracos.

Mas hoje, no Linha de Passe do dia 30 de julho de 2007, um deles, um dos meus preferidos, um dos que mais respeito e gosto de ouvir, me tirou do sério. Na verdade, não cheguei a ficar bravo. Apenas lamentei algumas bobagens que escutei.

Fernando Calazans é o nome dele.

Alex, com o gol anotado em cima do Sport, era um dos concorrentes ao "Gol mais bonito", tradicional quadro do programa que vai ao ar toda segunda-feira. Calazans perguntou, em um dado momento, sem ironia alguma: "Quem é esse Alex?". Alex, Fernando Calazans, é o meio-campista, camisa 7, atual campeão do mundo pelo Internacional.

É ou não é de se lamentar esta ignorância? Se eu fosse colorado, trocaria de canal na hora.

Outro ponto fraco do professor Calazans é falar massivamente do seu time de coração: Flamengo, Flamengo, Flamengo.

Outro defeito é seu saudosismo. Esses dias meu companheiro Zaca estava com a frase tal no MSN: "Em que mundo Calazans vive?".

Tô contigo, Zaca.

"Este time do Flamengo não é da altura do Flamengo. O time do Corinthians não é da altura do Corinthians." Sobre outros times, ele continuou nesta mesma linha "O time do Vasco não está à altura da tradição do Vasco." etc., etc..

Ora, caro Calazans, Zico, Sócrates e Roberto Dinamite já penduraram as chuteiras.

E os neo-Zicos, neo-Sócrates e neo-Robertos Dinamites jogam no Real Madrid, Inter de Milão, Manchester United.

O Grêmio até queria segurar o Ronaldinho, mas não deu. O São Paulo queria segurar Kaká, mas não conseguiu. Diego e Robinho, pode ter certeza, não foram mandados embora do Santos. E assim por diante.

Tudo bem que o nível do futebol está muito a quem, isto não é novidade e todos concordam, mas, Calazans, com todo respeito, e para que este respeito continue eternamente, por favor, acorde para a realidade. E, por favor, Calazans: futebol não se resume ao Clube de Regatas Flamengo.

12 comentários:

fábio gomes disse...

boa tarde!
bacana o seu blog. e muito bom o texto de hoje.
parabéns!
um abraço de um botafoguense que passou por aqui.
fábio gomes

S4vi0 disse...

Concordo na quase totalidade do explanado. Só me restrinjo a discordar de um ponto... o São Paulo nao quis segurar o Kaká. Na realidade ele saiu escurraçado do clube. A torcida o massacrou impiedosa e ingratamente, depois ficou lamentando, como se quisesse à época que ele ficasse no clube.
Tanto é, que ele foi vendido por uma miséria se comparado ao futebol que já havia apresentado.
Abrass crá.
obs.: E ae, chegou qdo?? Teve q enfrentar busao mesmo?? Q fita ein!! Flws.

Renan Turra Silva disse...

Digasse de passagem, a ESPN já me fez trocar de canal 200 vezes...

Zaca disse...

Bravo, bravo!
Não tiro o mérito ou a experiência inquestionável do Calazans. Mas o mundo anda, o futebol é outro e precisa ser visto sob nova ótica.
O único time hoje, para ele(s), que é digno de sua altura é o do Grêmio...
Hehehehehe essa é a minha opinião.

PS: A frase no msn era "E o calazans, em que mundo vive?"

gerson sicca disse...

Carlos, boa a postagem. Um cara que chega na TV pra falar de futebol e diz que não conhece o Alex, jogador que faz parte do time campeão do mundo no ano passado, está fora do esquadro. e quer saber? Eu não troco de canal só qdo alguém mostra desconhecimento sobre o Inter(meu time). Tb saio fora qdo ficam naquela discussão interminável sobre times do eixo rio-sp e esquecem que o brasil é continental. Não dá pra aturar.

gerson sicca disse...

ah, e o alex(q não vinha muito bem no inter) fez um gol parecido contra o flamengo no maracanã. O calazans não viu?

André Augusto disse...

O famoso "mente-fechada". Ser jornalista assim é suicidio...

Dassler Marques disse...

esse cara é o retrato do carioca babaca e do jornalista que ficou parado no tempo.

odeia tudo que existe e acha que tudo do passado era melhor.

recomendaria a ele ler a precisa coluna do Mauro Cézar Pereira na Trivela retrasada.

e um cara que ganha pra cobrir a Copa do Mundo e diz que vai ficar dormindo, só merece meus lamentos.

abraço carlão!

gerson sicca disse...

O Dassler acabou com a cara. Nem precisa dizer mais nada.

Arthur Virgílio disse...

A tal imparcialidade jornalistíca é deixada de lado por esse sujeito, que deveria respeitar mais os telespctadores. Sujeitos assim, trabalham com o emoção e o coração e sem a razão.

Não conhecer o Alex? Mas, não tenho dúvida que conhece o Toró. Além de tudo, é bairrista.

sonacanela.blogspot.com disse...

É brincadeira esses comentaristas, quando não passa o domingo todo falando do Corinthians.

Danilo Damasceno disse...

Nunca teremos times como antigamente, temos que parar de ficar buscando no passado times gloriosos para desmerecer os que estão ai, pois estão ai e pronto é fato!Abraço