quarta-feira, outubro 01, 2008

Chivas deixa Furacão de ressaca

Na partida de ida, em Guadalajara, o Chivas mais parecia paraguaio que mexicano. Entretanto nesta terça-feira, em Curitiba, ele mostrou sua legitimidade.

No jogo da volta, ontem, os brasileiros bem que tentaram controlar a partida no primeiro tempo, e até certo ponto tiveram o domínio nas mãos e a posse de bola nos pés. Mas devido a defeitos táticos e técnicos, não conseguiram levar perigo ao gol do oponente. E estes defeitos têm muito a ver com a dupla ofensiva.

O problema de se jogar com dois centro-avantes de ofício é que, ora um, ora o outro, tem que sair da área para participar mais do jogo, para dar mais opções aos companheiros, para criar mais jogadas.

No 3-5-2 rubronegro (imagem), a dupla de ataque é composta por Rafael Moura e Pedro Oldoni, dois verdadeiros pilares. E como tais, são limitados a ficarem dentro da área para esperar que a bola bata num deles e entre no gol. O resto do time é esforçado e dá pro gasto. Mas a flagrante deficiência que o Furacão tem em seu setor ofensivo é esta: nenhum dos dois têm intimidade suficiente com a redodanda para poderem jogar afastados da área. Por isso o Altético não chegou às redes. E como diriam os filósofos do futebol, quem não faz, leva.

Ainda no final da primeira etapa, aos 42, os mexicanos abriram o placar. Não perderam tempo e logo no começo da segunda marcaram o segundo. Geninho mexeu no time, o Atlético se abriu, foi pra cima e diminuiu. E levou o terceiro. Se desesperou, apelou para o chuveirinho e deixou espaços para o adversário. E tomou o quarto, aos 21 do segundo tempo. 4 a 1 em plena Arena da Baixada!

No abafa, o Atlético ainda conseguiu dar um pouco de honra à derrota ao fazer mais dois. Final: Atlético, eliminado nas oitavas da Sul-Americana, 3, Chivas, classificado, 4.

4 comentários:

gerson disse...

tchê, q dureza esse time do atlético, hoje foi dose pra cavalo. e olha q a defesa do chivas e aquele goleiro pediam pra tomar gol.

Vinicius Grissi disse...

O Atlético-PR cochilou e perdeu a vaga. Mas mostrou muita raça no final. A eliminação pode ser vista por um lado bom, dando chances maiores ao time no Brasileirão.

Chico da Kombi, disse...

|
Agora, o Little Aladdin tem que usar sua lâmpada mágica para salvar o Furacão da degola no Brasileirão.
Eita treinador ultrapassado!
Eita time ordinário!
|
Força Furacão!

Carlão Azul disse...

O Atletico tá mesmo numa baixa danada esse ano.

--

Xará, o Cruzeiro tem sim tido grandes problemas com a INEXPERIÊNCIA, tanto de alguns jogadores como do próprio técnico.

Não que eu esteja criticando o Adílson, mas foi nítido no jogo com o SP como a experiência de um técnico pode fazer diferença até no psicológico dos atletas.

Abração

Saudações Celestes

SITE/BLOG.....CRUZEIRO: O MAIOR DE MINAS
Sou Cruzeirense - Site
Sou Cruzeirense – Blog 1º ano
ENTREM E SINTAM-SE A VONTADE