domingo, abril 26, 2009

Fenômeno resolve na Vila

A exemplo da partida contra o CSA, no clássico diante do Corinthians faltou ao Santos qualidade e tranquilidade na hora da finalização.

Durante a maior parte do tempo a bola esteve sob posse do Peixe. Os jogadores rondavam a área, chegavam perto, criavam as chances, mas não conseguiam concluir (sem desmerecer a bela atuação do goleiro Felipe).

Se o pé dos alvinegros praianos não estava calibrado, o dos alvinegros paulistanos estava afiado. Principalmente o de Ronaldo. Em três arremates, marcou dois. Ambos de esquerda.



Imenso é o poder de decisão do centroavante corintiano. Se ele aparece pouco ao longo do jogo, se não participa intensamente da partida, quando aparece, quando participa, decide. Raramente toca na bola. Contudo, quando toca, resolve.

Agora, com o 3 a 1 de hoje, o Santos terá de vencer o Corinthians no Pacaembu por três gols de diferença, coisa que, salvo engano, jamais aconteceu ao Coringão de Mano.

9 comentários:

André Augusto disse...

Ronaldo e Felipe, os homens do jogo!

Bruno Zanette disse...

Mano Menezes, o homem por trás do jogo!

Fernando Lima disse...

Olá!

Seu post foi destacado na home do BlogBlogs!

Para vê-lo acesse http://blogblogs.com.br/

Abraços
Fernando Lima
BlogBlogs

Vinicius Grissi disse...

Ronaldo é rei. Não há palavras para descrever o futebol deste fenômeno.

Gabriel Durigon Pizzatto disse...

Ronaldo em ótima fase , ha possibilidade de seleçao? se é claro se esta fase se prolongar

Vinicius Duarte disse...

A pergunta que não quer calar: que raios o Fábio Costa estava fazendo naquela posição em que tomou a bola por cobertura????

S4vi0 disse...

Carlao vc destacou que os arremates dos gols foram de canhota... além dos gols, o ronaldo executou com maestria uma virada de jogo e uma lançamento perfeito, que deixou o douglas na kra do gol, porém a zaga conseguiu desarmá-lo... ambos com o pé esquerdo. A facilidade e a precisão com que o fenômeno executa passes, lançamentos e arremates com ambas as pernas são impressionantes. Poucos no futebol atual têm a confiança e a habilidade para utilizar as duas pernas, ainda mais emm lançamentos longos.
Abraços.

Carlos Pizzatto - Blog do Carlão disse...

Pois é, Vinicius, o goleirão do Santos estava, como se diz no tênis, no mata-burro.

Savinho, na verdade quem cortou o lançamento primoroso do Ronaldo foi o Fábio Costa, que saiu e tocou de cabeça.

Abraços.

S4vi0 disse...

Verdade carlao... me equivoquei no lance... mas mesmo assim nao deixou de ser um belo lançamento.
Abrass.