segunda-feira, abril 27, 2009

Nem Ronaldo, nem Felipe. Jorge Henrique

Perfeito. Taticamente é assim que Mano Menezes define Jorge Henrique: perfeito.

No 4-2-3-1 do Coringão, Jorge Henrique é o homem da beirada pela direita. Sua função, principalmente quando o time joga fora de casa e sofre pressão, é acompanhar o lateral-esquerdo adversário. Pergunte a Triguinho se ele não teve pesadelos com o baixinho das pernas arqueadas nesta noite.



A obediência e a aplicação tática desempenhadas por JH são impressionantes. Sem dúvida a equipe de Mano é Jorge Henrique mais dez.

3 comentários:

André Augusto disse...

Realmente, ele cumpre com maestria a sua função em campo. Pra ser mais completo, não deveria se atirar tanto em campo. E o Dentinho fez falta ontem, já que Morais não conseguiu cumprir com a mesma função dele em campo, principalmente no ataque. Quando o J. Henrique teve de sair, o Corinthians ficou sem a velocidade dos contraataques, como ocorreu nos confrontos contra o SP, por exemplo.

Breiller disse...

Jogador multiuso e com preparo físico invejável. Além da obediência tática, muito bem destacada no post. Evoluiu bastante trabalhando com o Mano.

Esquemas táticos disse...

Concordo, o Jorge Henrique jogou de lateral-direito para acompanhar Triguinho. Quando era possível (e o Corinthians jogou muito recuado), ele subia ao ataque. Abraços. http://www.esquemastaticos.blogspot.com/