domingo, outubro 11, 2009

Jogo em La Paz é zero à esquerda

O principal adversário do Brasil não foi a altitude: foi a vaga já garantida na Copa. Fato este que, com certeza, não vai pesar em Campo Grande. Em casa, o apetite será outro.

Tudo bem que a partida em La Paz não servia para nada (nem para classificação, nem para testes). Mas daí a deixar a flagelada Bolívia obter posse de bola de Barcelona é demais.

Foi o que se viu no primeiro tempo.



Na segunda etapa a equipe de Dunga melhorou, com Diego Tardelli no lugar de Adriano, e Alex no de Diego Souza.

Na minha opinião este jogo, desde o início, era mais pro meia do Spartak do que pro do Palmeiras. Jogo para cadenciar, para ter a bola no pé e fazê-la correr, e não para correr atrás dela, seja na hora de atacar ou de marcar (embora, diga-se, o gol brasileiro tenha sido anotado num contra-ataque).

Mas, como se sabe, esse duelo não é válido nem para a tabela, porque o passaporte está carimbado, e nem para a avaliação de atletas, por causa da altitude.

6 comentários:

Futebol ao Cubo disse...

Jogo quase inútil, se não fosse por uma constatação: Nilmar a 3.600 metros demonstra muito mais apetite do que Robinho ao nível do mar. Está impossível fazê-lo voltar ao time titular.

Espero que o Dunga saia com Diego Souza novamente dentre os titulares, pra não dar a impressão que queimou o cara, pois a imprensa noticiaria como: "Dunga barra Diego Souza".


Abraços!

Saulo disse...

O Brasil já está na Copa do Mundo e esses dois últimos jogos são amistosos. A altitude prejudicou bastante também, mas a seleção tá bem e vai muito forte para a Copa.

Felipe - nossofutebolfc@gmail.com disse...

Carlão!
Add meu blog!!!
www.nossofutebolfc.blogspot.com

gerson disse...

da qualquer forma, é um alerta para um indesejado salto alto. Time tem que manter a mobilização.

Raul Torres disse...

Não teve salto alto não, houve um relaxamento normal e ainda mais em condições climáticas péssimas.

Eu também espero mais uma chance para o Diego Souza, pois esse jogo com 3600 metros de altitude nas costas, um jogar pesado como ele não rende mesmo. O alex de fato, pra esse jogo, era a melhor pedida.

Abs!

Nicolau disse...

Tudo bem que a atitude e um problema, coisa e tal, não acho que seja o caso de rifar o cara, tem que convocar de novo, maravilha, mas tem que falar a real: mas o Diego Souza não pegou na bola, rapaz...