terça-feira, março 25, 2008

Nota zero em História

Ontem, na apresentação em Londres, quando perguntados sobre a Copa de 1958, ficou evidente que a maioria dos jogadores, que vestem a amarelinha de hoje, nada sabem, sobre a amarelinha de ontem.

Não sabem que, à época, Pelé tinha apenas dezessete anos. E foi o artilheiro do Brasil na competição, com seis gols. Dois deles na final. Dezessete anos!

Não sabem que Garrincha era banco, e só estreou no terceiro jogo. E ao lado de Pelé, entrou para não sair mais do time.

Não sabem que Nilton Santos era o dono da lateral-esquerda.

E que Didi era o maestro do meio-campo.

Não sabem que Vavá era o centro-avante daquela Seleção.

E que Zagallo jogou aquela Copa.

Talvez nem saibam que Zagallo foi jogador. E o único Didi que devem conhecer é o dos Trapalhões.

Talvez não façam idéia de quem foi Nilton Santos. De quem foi Garrincha.

Ou melhor, o que foi Garrincha. O que foi Pelé.

4 comentários:

Carlão Azul disse...

Carlão, talvez não saibam que em 58 fomos campões ....
.... milhares de talvez depois eu diria que além de sem memória nosso povo é muito displicente no que diz respeito as coisas, conquistas, fatos da nossa história.
Infelizmente é assim e não vejo possibilidade de mudança desse quadro.
Grato pela visita, num somi naum.....hehehehehe

Sds. Celestes
SITE/BLOG.....CRUZEIRO: O MAIOR DE MINAS
SAIBA TUDO SOBRE O MAIOR DE MINAS no Site
SAIBA TUDO SOBRE O MAIOR DE MINAS no Blog
ENTREM E SINTAM-SE A VONTADE

gerson sicca disse...

Essa ignorância é imperdoável. Talvez se os jogadores de hoje vissem vídeos da época teriam conceitos melhores sobre o futebol. O jeito de dominar a bola a visão e as arrancadas de Pelé são universais.Se jogasse hoje ele seria o maior de todos mesmo com toda a evoluão do preparo físico. Até mesmo pq ele foi o primeiro jogador a mostrar condição física excelente e a usá-la adequadamente no futebol.

Adriano Assis disse...

Concordo

É um absurdo os jogadores saberem tão pouco sobre o nosso primeiro título mundial. É obrigação de um jogador de futebol, saber pelo menos o básico do passado de sua profissão, assim como qualquer profissional tem que saber pelo menos um pouco sobre o passado de sua profissão.

Parabéns cara pelo blog, acompanho o conteúdo deles pela comunidade da ESPN Brasil, essa é a primeira vez que entro no blog, muito bom mesmo.

Vinicius Grissi disse...

Também comentei sobre isto no meu blog. Uma pena a situação que a CBF deixou estes jogadores. Totalmente sem saber o que estavam ali para comemorar. Foram para a Inglaterra apenas para entrar em campo e fazer seu papel.

Uma pena.