quinta-feira, março 27, 2008

Jogaço pela Libertadores!

A Bombonera foi o palco, e logo aos 22 do primeiro tempo, o Boca Juniors teve um jogador expulso. Até o momento, só dava Boca.

Na seqüência, o Colo Colo surpreendeu e abriu o placar. 1 a 0. Mas continuou só dando Boca.

Logo em seguida, pênalti para o time da casa. Palermo, sempre ele, foi pra bola, e chutou. Para fora.

Minutos depois e, Palermo, sempre ele, marcou de cabeça: Boca 1, Colo Colo 1.

Perto do fim da primeira etapa, os chilenos passaram à frente no placar, e foram para o intervalo com 2 a 1 de vantagem.

No início do segundo tempo, logo aos 4, os xeneizes, de novo, igualaram o marcador: 2 a 2.

O jogo continuava, a todo instante, rico em emoção, raça e técnica. Principalmente por parte da equipe azul e ouro, que ditava as notas, mesmo com um jogador a menos. Até que, lá pelos 30, Palácio fez o terceiro e virou a partida. A partidassa. E a minutos do fim, lembre-se, com um a menos, o Boca fez outro, 4 a 2.

Ainda deu tempo para o Colo Colo diminuir, 4 a 3, e dar números finais ao jogo. Ao jogaço. E são jogaços, como esse, que explicam por que o futebol é o futebol. E por que o Boca é o Boca.

4 comentários:

Filipe Araújo disse...

enfim uma boa partida de Palacio, após muito e muito tempo. ô time de sorte!!!! jejeje

Abrazo!

http://gambetas.blogspot.com

Breiller disse...

O fator La Bombonera realmente é decisivo. La barra bostera empurra aquele time do Boca de forma incrível.

"Yo te quiero dar, Boca mi corazón..."

Palacio e Palermo dão muita raça. Mesmo com um time não muito assentado, o Boca vai longe na Libertadores, mais uma vez.

Felipe Leonardo disse...

Jogo do Boca é sinônimo de muita intensidade.

Abraço,
Felipe Leonardo

gerson sicca disse...

JOgaço mesmo, e o Palácio detonou. O Boca venceu mesmo com pênalti do Palermo perdido