terça-feira, abril 15, 2008

Usar ou não a TV, eis a questão

Em função do gol de mão de Adriano contra o Palmeiras, muito se disse e discutiu nos últimos dois dias sobre a intervenção ou não da tecnologia televisiva no futebol.

Eu sou a favor do uso das imagens de tevê para elucidar dúvidas de arbitragem. Cada time, na minha opinião, deveria ter direito a uma ou duas oportunidades por jogo para avaliar o lance duvidoso. No caso, o juiz central, os auxiliares e o quarto árbirto se reuniriam à beira do gramado, examinariam o vídeo, e dariam o veredicto. Como acontece, se não me engano, no futebol americano. Em menos de 3, 4 minutos, o problema seria solucionado, e a partida continuaria. Justamente.

9 comentários:

Arthur Virgílio disse...

É um tema polêmico. Sou contra. O futebol americano é um esporte que o jogo é pausado constantemente, já o futebol é muito corrido, não sei se daria certo essa intervenção.

carlos pizzatto disse...

Por isso, para mim, o direito de no máximo uma, ou duas intervenções por time, jogo.

O tempo parado seria acrescentado no final da partida.

Mas, como você disse, é um tema polêmico.

Que pode se desenrolar por aqui, sem problemas.

Abraços.

André Augusto disse...

Eu acho que quebraria a dinâmica de uma partida...

Pode me chamar de conservador, mas sou contra.

carlos pizzatto disse...

Entendo que uma das peculiaridades do futebol é a continuidade por 45 minutos. 15 de intervalo, mais 45 e acréscimos. Acho muito mais atrativo do que esportes com muitas interrupções, como vôlei, basquete etc.

Creio que dar a oportunidade a uma equipe de parar o jogo por 3 minutos para tirar alguma duvida não tire o dinamismo do jogo. E por isso que acho bacana a idéia de apenas uma, no máximo duas avaliaçõos via vídeo por jogo, para não perder a característica dinâmica.

Acredito que, se adotada fosse a medida, traria mais benefícios que malefícios ao esporte. Principalmente para anular gols de mão ou pênaltis mal marcados. Ou não marcados.

Enfim... penso mais ou menos por aí. O espaço está aberto a discussões.

Guilherme Dias disse...

E em Jogos de Times Pequenos Tipo a Série C ou a D Que Vão Criar Nem Sempre os Jogos São Filmados e do Jeito Que é se Fosse Aprovado os Custos das Imagens Cairiam em Cima dos Times Que Nem Dinheiro Tem.

Filipe Araújo disse...

carlão..
sou favorável à profissionalização da arbitragem. o uso da tv eu não defendo não.
abrazo!
http://gambetas.blogspot.com

Sidarta disse...

Não à tv.

Futebol é bom porque dá para debater inclusive.

Abraços,

Anônimo disse...

Zaca diz:
2 paradas pra cada lado = 4
4 x 3 minutos por parada = 12
12 minutos parados + 12 minutos acrescentados ao final da partida = 24 minutos

Jogo começa as 16h do domingo e acaba as 18:30... e o faustão como fica? o fantástico? O jornal da globo durante a semana...?

Sou a favor Carlão, mas ainda temos que pensar mais a fundo no assunto.

Grande abraço.

Felipe Leonardo disse...

No futebol americano essa prática funciona muito bem, mas no futebol de bola redonda acho que atrapalharia a dinâmica de jogo.

Abraço,
Felipe Leonardo