quinta-feira, agosto 05, 2010

Faltam dois terços para o ciclo

Me parece que alguns jogadores não têm noção de sua grandeza, nem do que representam para seu clube e sua torcida.

É evidente que Pará tem sua importância, Durval e Dracena também, Arouca e Wesley mais ainda, Marquinhos, Robinho, André e etc idem. Contudo não há dúvida de que o sucesso do Santos dentro de campo passa principalmente pelos pés de Ganso e Neymar.

O sucesso, aliás, tem seu preço: empresários e gigantes da Europa querendo levar o talento brasileiro a todo custo para o Velho Mundo. Caso a multa rescisória seja paga, tudo bem, o Peixe nada pode fazer. Caso contrário, deve segurar.

O ciclo desta nova geração santástica completou nesta quarta-feira, no Barradão, apenas um terço de sua finalidade. Em um semestre o time comandado por Dorival Júnior levantou a taça do Paulista e a Copa do Brasil, no entanto há ainda dois semestres pela frente: o do Brasileirão e o da Libertadores.

Robinho e André não estão mais na Vila, mas nem por isso as chances estão reduzidas. Keirrison - o logo mais reserva de Pato na Seleção, anote aí - é um substituto mais que à altura do negociado com o Dínamo de Kiev. Já para o lugar de Robinho, ou Júnior irá mudar o esquema e colocar Marquinhos no meio-campo, ou irá encontrar outro ponteiro no elenco e manter o 4-3-3.

Seja como for, a possibilidade desta turma construir uma história inesquecível e conquistar a Tríplice Coroa em 2010 é enorme. E com mais experiência, no ano que vem, os Meninos podem erguer a Copa Libertadores, algo que não ocorre desde o bicampeonato de 62 e 63. Mas, claro, para que este sonho real se materialize, e para que eles sejam eternizados nos corredores da Vila Belmiro, num patamar semelhante ao de Pelé e Coutinho, Ganso e Neymar devem ficar até a metade da próxima temporada. Só espero que eles, em especial o mais jovem, tenham consciência disso.

5 comentários:

Rafael Igor (blog Passes de Letra) disse...

E olha que este ciclo Copa do Brasil-Brasileirão-Libertadores poderia ser maior.

Mas se pelo menos esse time do Santos ficasse com Ganso e Neymar até o término da Libertadores 2011, já seria bom para o Santos, para o futebol brasileiro e para os própios Ganso e Neymar.

Parece que os jogadores e empresários não percebem que isto é melhor para a carreira dos craques. Uma carreira bem conduzida, com um passo certo de cada vez, dá muito mais frutos. E falo, inclusive, de mais lucro financeiro.

Abraço pra você, Carlão.

Rafael Igor

As noticias do seu time esta aqui! disse...

Bom Dia, muito bom o seu blog.Esta afim de fazer parceria eu add o seu blog e vc add o meu blog nas suas listas de favoritos do seu blog.

www.noticasdoseutime.blogspot.com

Braccini disse...

Tem interesse em parceria (troca de banner e/ou links) entre nossos blogs?
Futebol – Paixão e Profissão
Abraços!

Blog do Tavares disse...

Carlos,

Concordo que Ganso e Neymar são/serão jogadores geniais (muito mais o Ganso, inclusive), mas soa muito a empolgação acreditar que eles ganhando a Libertadores ficaram em patamar ao menos semelhante a Pelé e Coutinho.

São raríssimas exceções que fazem isso hoje em dia, e elas não estão no Brasil.

Abraços.

Gabriela Collaço disse...

Achei que saíram poucas estrelas até! E agora que o Neymar vai ficar meu achismo só se confirmou ainda mais.

O André fez uma excelente estréia hoje no DK, valeu a pena vê-lo jogar. Só falta se acostumar com o rigor das faltas européias.