domingo, agosto 01, 2010

Sequência no trabalho

No clássico diante do Palmeiras, Adilson Batista manteve a estrutura tática de Mano Menezes. Era de se esperar, pois seria estranho mudar o esquema logo no primeiro jogo.

O Corinthians atuou no 4-2-3-1, com Ralf fazendo o papel do chamado primeiro volante e Jucilei o do segundo. O ponto curioso foi a linha de três à frente, com a constante e construtiva troca de posições entre Bruno César e Elias.



No Cruzeiro, em regra, Adilson adotava o 4-4-2 em losango (não sei se por julgar a melhor formação com as peças que tinha em mãos, ou se por ser seu esquema predileto). Basta aguardar para saber como será o time que ele vai montar com o elenco corintiano.

Atualização: Raposa no 4-4-2 em losango e no quadrado.

5 comentários:

Anônimo disse...

joga bonito itajai...
http://www.youtube.com/watch?v=LDgGKjev_FA

Anyh disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anyh disse...

Uhhh...ke d+,adoreeei este blog!!
Eh so uma pessoa ke publica os posts?Deixa eu ser moderadora?Deixa!Deixa!

Luis Armando disse...

O Leandro Castán virava terceiro zagueiro quando o Alessandro subia. Isso aconteceu no comecinho do jogo, com as subidas constantes deste jogador. Mas depois que o Felipão acertou aquele lado, o Alessandro não subiu mais.

Anônimo disse...

Caro Carlão,

Fala-se aqui em Portugal que o Wesley do Santos vem a caminho do Benfica?
Qual é a tua opinião sobre o jogador?
Um abraço
Ricardo