quarta-feira, abril 06, 2011

Libertadores separa meninos dos homens

Não sabia se desistia do jogo ou não quando Neymar foi expulso. Fiquei irritado com tamanha imaturidade e ignorância. Ou burrice mesmo. Eis que, minutos depois, Zé Eduardo me deu uma mão.

Tava todo faceiro, tinha até feito um prancheta no intervalo, analisando o 4-4-2 em losango sem centroavante de referência que Martelotte tinha apresentado. Mas depois da expulsão de Zé Love, brochei.



Neymar pisou na bola duas vezes. No primeiro cartão amarelo, merecido, logo no começo do confronto, deu um carrinho inútil e injustificável. No segundo, consciente de que estava amarelado, comemorou seu golaço com uma máscara, e foi expulso.

Já Zé Eduardo, esquentadinho e batendo boca com os oponentes durante toda a partida, deu uma joelhada maldosa no adversário, trocou empurrões e, merecidamente, também foi mandado para o chuveiro. Detalhe: atuando em casa, àquela altura o Peixe vencia por 3 a 0. 3 a 0!



A Libertadores da América separa os meninos dos homens. Para triunfar num dos torneios de clubes mais acirrados do mundo, não basta ter talento, músculos ou ser machão. Tem que ter cabeça.

Qual a consequência da sequência de bobagens feitas na noite desta quarta-feira, agora? Pouca coisa. Apenas a ausência dos dois principais atacantes santistas contra o líder Cerro Porteño, na penúltima rodada da fase de grupos, no Paraguai.

Recém-contratado, presente no estádio, sentado ao lado do presidente Luis Álvaro, Muricy Ramalho deve ter adorado.

EM TEMPO: Este post foi publicado antes do término do cotejo, quando o placar marcava Santos 3, Colo Colo 2. E a segunda foto (de Bruno Miani/UOL), na verdade foi tirada no momento da expulsão do Neymar, e não do Zé Eduardo.

6 comentários:

Mauro Silva disse...

Tirar Elano e colocar Maicon Leite é burrice ou sacanagem com o time?

Carlos Pizzatto disse...

Ah, tô por fora. Como disse, depois da expulsão do Zé Eduardo eu parei de ver o jogo.

José Knust disse...

Pô, nenhum palavra sobre o Ganso? Ele deu um carrinho idiota e só não foi expulso na confusão do Zé Love pq o juiz não teve coragem pra expulsar mais dois jogadores do Santos (não teve nem pra expulsar um, na verdade, tanto que expulsou um do Colo Colo pra não ficar ruim pra ele).

O Ganso ficou fora de si com a expulsão do Neymar e só fez cagada até a expulsão do Zé Love. Aí deu uma acalmada, mas mesmo assim foi substituído pra evitar o pior.

Ele mostrou uma imaturidade do tamanho da maturidade que tinha mostrado na final do Paulistão do ano passado (quando foi merecidamente muito elogiado).

Abraços e parabéns pelo blog!

Felipe Barretto disse...

Parabéns pelo post, muito criativo. Pensei em falar sobre isso hoje no meu, mas por falta de tempo não escrevi. Muito bom o seu texto também. Bem legal!

Felipe Barretto

http://futebolchopp.blogspot.com

Tavares disse...

Nem me fale, Carlos.

Depois das molecagens, peguei o lençol e fui dormir.

Esse time vai acabar não indo longe por causa disso.

Abraços.

Wellington Byrne. disse...

Essa garotada provou que ainda não amadureceu e o Elano ficou com um Tio cheios de sobrinhos rebeldes.