domingo, março 18, 2007

E agora, Capello?

Por que Robinho não deu certo - pelo menos até agora - no Real Madri?

Há quem diga que a culpa é do técnico, que deixa o Menino da Vila no banco de reservas. Há quem fale que a culpa é do próprio Robinho, que não soube aproveitar as oportunidades que teve. Há quem pense que Capello escala o jogador na posição errada (no meio-campo).

Eu fico com as três opções. Robinho tem que ser titular. Tem que demonstrar apetite de jogo. E tem que jogar no ataque. Não há dúvida que ele pode render muito mais no ataque, do que no meio-campo. Isto qualquer pessoa sabe. Pena que Capello não seja qualquer pessoa.

Mas o fato é que, hoje, entrando no 2º tempo, e mesmo jogando no meio-campo, Robinho foi o nome do jogo. Apetite, fome de bola e de gol, ele demonstrou. Fez o primeiro gol, participou do segundo, e criou outras duas, três oportunidades para marcar (incluindo uma bola na trave).

6 comentários:

flávio disse...

depois do jogo de ontem o capello põe o robinho de titular!!!

Arthur Virgílio disse...

Robinho é um atleta fora de série. Mas, não o enxergo com a mesma inteligência, por exemplo, do Kaká. Suas pedaladas precisam ser comandadas por um treinador que conheça bem futebol. E, o Capello não é a pessoa indicada.

carlão disse...

Entendo o lado da inteligência que você diz. Mas Robinho é de outra posição (apesar de Capello insistir com Robinho meio-campo).

Vinicius Duarte disse...

Disse ao Humberto que Robinho era a reencarnação do Pelé, quando ainda estava no Santos. Infelizmente, os tempos são outros e o sistema o engoliu.

carlão disse...

Talvez Robinho não seja espírita. Hehehe!

carlão disse...

Agora, falando sério, ele tem que jogar no ataque. Ele é o chamado segundo-atacante.

No Madri, ele joga como homem do lado esquerdo do meio-campo.