quinta-feira, março 29, 2007

Futebol-cotovelo

Ao perceber que o Vélez jogava de igual para igual - e ora jogava até melhor que os anfitriões -, alguns jogadores do Inter levaram a expressão "futebol-cotovelo" ao pé (ou seria cotovelo?) da letra.

Hoje seria o dia típico em que o futebol-cotovelo seria bem-vindo. Jogo de primeira fase de Libertadores, time em terceiro no grupo, jogando contra o líder... Noite típica para um futebol-cotovelo à gaucha.

Só que o atual campeão não foi capaz de marcar meio golzinho sequer. E o pior: cotoveladas rolaram, na cara dos argentinos. E na cara do árbitro!

E isso aconteceu porque o juizão é um banana. Perdeu as rédias da partida antes mesmo de pisar no gramado. Sem falar nos erros técnicos.

O fato é que, assim como o São Paulo, o Inter não vem jogando bem na Libertadores. E quem não joga bem, cedo ou tarde, cai.

4 comentários:

Arthur Virgílio disse...

E o presidente do Inter ainda reclamou da arbitragem. Óleo de peroba nele.

Zaca disse...

Discordo... que não vence ora cai. Quem não joga bem... tá vivo!

carlão disse...

Mas se colocarmos na balança, é (muito) mais provável quem joga bem ganhar, do que quem joga mal ganhar.

Zaca disse...

Depende do que é jogar bem. Jogar bem pode ser deixar o jogo feio e não deixar o outro time jogar... e se os dois times não jogam bem a chance de vencer é a mesma para os dois.