terça-feira, novembro 06, 2007

Brasil: o primeiro campeão mundial

Perto dele, o Aranha-negra era apenas um artrópode.

Manga, apenas uma fruta.

Perto dele, o arco se apequenava.

E as pernas dos atacantes tremiam.

A história seria outra, em 1930, se ele lá estivesse.

Com ele guardando as redes, o único gol daquele Iugoslávia 2, Brasil 1, seria o de Preguinho. Tirnanic e Bek, iugoslávos que marcaram os gols, não passariam pela fortaleza.

E depois viriam os donos da casa. Cea sucumbiria às forças do arqueiro, e os uruguaios passariam em branco.

Na final, os argentinos. Também não anotariam tento algum. Stábile tentaria. Em vão.

E por fim, o primeiro campeonato do mundo seria levantado pelo Brasil.

Porque quando ele jogava, seu time não perdia.

Porque perto dele, ninguém chegou.

E ninguém jamais chegará.

10 comentários:

Zaca disse...

Sempre que cantarmos o maravilhoso hino composto por Lupcinio, lá estarás.

Breiller disse...

Só de o rapazinho aí ter o nome cantado no hino do Grêmio já dá pra ver o quão bom ele foi.

CÉLIO AQUINO disse...

CARLÃO PARABÉNS PELO BLOG, MUITO INTERESSANTE AS MATÉRIAS E MUITO OPORTUNA NUMA ÉPOCA QUE ESTAMOS SEM CRAQUES, JA COLOQUEI VC COMO FAVORITO, SE PUDER COLOCA O MEU . www.blogdotorcedor.blogspot.com

Vinicius Grissi disse...

Mais um daqueles que não vi.

Um detalhe sobre a sua seleção: o Acosta entraria como meia na minha votação. E uma falha grave: cade o Ibson?

Grande abraço!

Carlão Azul disse...

Carlão, já tive a honra de adicionar seu blog no meu endereço também.
Sds. Celestes

SITE/BLOG
www.SOUCRUZEIRENSE.9f.com
www.SOUCRUZEIRENSE.blogspot.com
ENTREM E SINTAM-SE A VONTADE

Leonardo Serafim disse...

Lara jogou 15 anos no Grêmio. O maior goleiro de todos os tempos do tricolor.

Chilavert disse...

grande LARA. Morreu, literalmente, defendendo o Grêmio.

carlão disse...

Grissi, para mim, Acosta é mais meia do que atacante.

Mas o nível lá na frente está tão baixo que resolvi improvisá-lo como segundo-atacante.

Sobre Ibson, bem... o selecionado é do campeonato; 38 rodadas. Ibson jogou, sei lá, quantos jogos pelo Flamengo? Não chegou a 10, 12 jogos. A grosso modo querer colocar o Ibson é o mesmo que pôr Alexandre Pato.

Mas, enfim. Critérios são relativos.

Filipe Araújo disse...

mais um belo post, carlão!

como fiquei um tempinho sem passar por aki, não tinha visto a homenagem à Máquina Millonaria!!

Moreno, Perdernera e Labruna, el Angel!!

não sei se sabe da história, mas u grupo de torcedores do River patrocinou a fabricação de um inflável gigante com o desenho de Labruna. Se chama Angelito e foi "inaugurado" no último Superclássico cotnra o Boca. Homengem justa por tudo que representa...

o maior jogador da história riverista. Mesmo não sendo o melhor...

abrazo!!

http://gambetas.blogspot.com

Marcelo Sant´Ana disse...

Este é outro que eu gostaria de ter visto.

Escapa a burocracia da modernidade.

Abraço

htto://www.blogdomarcelosantana.futebolbaiano.net