sexta-feira, novembro 09, 2007

Dom Luiz Felipe

O território dos Charrua ficou pequeno.

Ele queria mais.

Atravessou, a botinadas, as divisas piratinenses para conquistar de vez por todas toda a terra dos Tupi.

E conquistou, palmo a palmo.

Era um conquistador.

Mas este imenso chão, já em suas mãos, encolheram. Ele queria ir além das fronteiras tupiniquins. Queria o continente. De sul a norte, de oeste a leste.

Era um desbravador. Um bravo desbravador.

Que tomou em posse, légua por légua, o continente de Vespúcio.

Mesmo assim, para D. Luiz Felipe, era pouco.

Ele queria o mundo. Descobri-lo. Conquistá-lo. Explorá-lo. Tê-lo aos pés.

E para isso, teve de atravessá-lo. Do ocidente ao oriente rumou ele. Sem caravelas nem naus. De Canoas. De Canoas para o planeta.

Nos gramados do sol nascente, todo o mundo se curvou perante D. Luiz Felipe, o conquistador. O globo finalmente estava a seus pés.

Os outros que dizem-se exploradores, conquistadores, desbravadores, só dizem. Juntos, todos juntos, não valem um fio do valente bigode de D. Luiz Felipe.

D. Luiz Felipe, o desbravador, o explorador, o conquistador, completa, neste 9 de novembro de 2007 d.c., 59 voltas ao redor do sol.

4 comentários:

Zaca disse...

2007? 59 d.F.!

Vinicius Grissi disse...

Belo post! Mais uma vez resgatando a memória do futebol brasileiro.

carlão disse...

Não é de longe.

Dom Luiz Felipe é o Felipão.

Ricky_cord disse...

Nunca fui e n�o continuo a ser f� de Socolari. � muito teimoso para n�o dizer casmurro, mas reconhe�o que j� conseguiu feitos importantes.