sábado, novembro 01, 2008

O dedo de Celso Roth

Todos conheciam o imponente Grêmio do primeiro turno de cor e salteado: Victor; Léo, Pereira e Réver; Paulo Sérgio, Willian Magrão, Rafael Carioca, Tcheco e Anderson Pico; Perea e Marcel.

Celso Roth diz que as mudanças no time são uma das razões para a queda de rendimento do Tricolor no segundo turno.


Quando o Grêmio contratou Souza, pensei: a equipe continuará a mesma, só que mais forte, com Souza no lugar de Paulo Sérgio, na ala direita (que é a posição onde Souza sabe jogar). No entanto, não foi o que aconteceu. Mexeram no time mais do que deveriam. E em função destas alterações, como destacou Roth, o Grêmio caiu de produção.

Resta saber até que ponto as mudanças foram feitas necessárias (suspensões, lesões, etc), ou se elas ocorreram pelo dedo do treinador.

3 comentários:

Breiller disse...

Acredito que não tenha sido coisa da cabeça do Roth. Ele não teria motivos para mexer num time que estava dando tão certo no primeiro turno. O Souza, por exemplo, não se adaptou muito bem ao Grêmio e passa longe daquele bom jogador que atuou pelo São Paulo. São fatores que extrapolam o controle do treinador. Mas, historicamente, o Roth não consegue manter grandes sequências pelos times que passa.

carlos pizzatto disse...

O Souza chegou no Grêmio para ser o 10.

Só que o lugar dele é na ala-direita.

gerson disse...

comecei a gostar mais do campeonato. Eu subestimei o poder destrutivo do Roth, hehehe