quinta-feira, fevereiro 19, 2009

Kléber estreia e resolve a parada

Bastou quinze minutos para o reforço cruzeirense mostrar a que veio.

Ele entrou aos 15 do segundo tempo - num jogo até então dominado pelos argentinos -, marcou dois gols, e foi expulso aos 30.



Jogador profissional não sabe que não se pode erguer a camisa na hora da comemoração? Kléber não se importa. Fez o segundo dele (o terceiro da Raposa) e saiu festejando com a blusa na cara. Levou um amarelo.

Malemal a bola voltou a rolar e ele deu uma entrada desleal em Verón digna de cartão amarelo. Não deu outra: rua.

Kléber é assim, seu gols são proporcionais a seus cartões. E o saldo disso, pelo menos hoje, foi positivo.

Um comentário:

Alex Alvarez disse...

Expulsão boba, mas quem vai repreender o cara depois dos dois gols?

E na minha opinião, o Cruzeiro passou muito trabalho contra um Estudiantes que não jogou bem.

Abraço.