quinta-feira, setembro 17, 2009

Por que o Corinthians ainda pode

Depois do empate desta quarta-feira muitas pessoas dizem que o Corinthians não está mais na briga pelo título. PVC, por exemplo, teve a ousadia de cravar, com nove rodadas de antecedência, que o alvi-negro paulistano não será campeão brasileiro.

Para mim a análise não pode ser tão oito ou oitenta assim: se vencer hoje está na disputa, se empatar ou perder dá adeus ao caneco. Creio que não seja por aí. Se na próxima rodada o Palmeiras perder para o Cruzeiro no Mineirão, o Inter não somar pontos no Barradão, e o Coringão bater o Goiás no Pacaembu, resultados plausíveis, o discurso vai mudar?

Vale lembrar que a equipe de Mano ainda fará os clássicos com São Paulo e Palmeiras, provavelmente com Ronaldo, Matías e cia. Serão nestas partidas que o Timão vai definir se se aproxima ou se afasta do troféu.

Mas, claro, além dos times citados, Grêmio e Galo não vão vender barato a oportunidade. Contudo, na minha opinião, com a volta dos jogadores do departamento médico e com as estreias dos belos reforços, o Corinthians, por ter melhor elenco e melhor comissão técnica, é o favorito a se intrometer no topo da tabela.

5 comentários:

Nicolau disse...

Interessante que eu criei uma grande expectativa sobre esse jogo, talvez por conta dos 15 dias de preparação. Pensei em vitória, pensei em derrota, mas me esqueci totalmente da posisbilidade de empate. Que foi justo mesmo, mas baixa bem a bola corintiana.

Marcos disse...

Cara, Corinthians melhor elenco e comissão técnica?! Você é louco ou Corinthiano Roxíssimo?! Num fala besteira.

Carlos Pizzatto disse...

Marcos, quando falo do elenco corintiano, me refiro a Grêmio e Galo.

Na minha opinião, hoje quem tem os melhores plantéis são São Paulo, Inter, Corinthians e Palmeiras.

celo disse...

PVC = Palmeirense

Bruno Zanette disse...

E outra, Carlão: Grêmio ainda pega Palmeiras e SP no Olímpico. Ou seja, chances para diminuir a diferença, o tricolor gaúcho também terá. Resta fazer isso na prática, aí já é outra história...