quarta-feira, setembro 09, 2009

Seleção: 4-5-1 ou 4-4-2?

Apesar dos inúmeros desfalques, se Dunga não surpreender, o Brasil que entra em campo na noite desta quarta-feira não tem mistério: Júlio César; Maicon, Luisão, Miranda e André Santos; Gilberto, Felipe, Elano, Júlio Baptista e Nilmar; Adriano.

Ou seria Gilberto, Felipe, Elano e Júlio Baptista; Nilmar e Adriano?

A dúvida é esta: o Brasil vai no 4-5-1 habitual, com Nilmar no lugar e na função de Robinho, como extremo pelo lado esquerdo, ou vai no 4-4-2 em losango, com Nilmar de segundo atacante de fato?

Esta é a primeira opção:



Na minha opinião o jogador que atua pela beirada tem de ter velocidade e habilidade, para fazer a diagonal. Estas características são peculiares do atacante do Villarreal. Nilmar é um velocista e um driblador nato. Por isso, para mim, ele cairia como uma luva nesta posição.

No entanto nem todo mundo pensa assim, e é bem possível que Dunga e Jorginho também não pensem desta forma. Se assim for, a Seleção deve jogar no seu esquema reserva, o 4-4-2 em losango, com Elano mais recuado, Gilberto Silva centralizado e dois atacantes efetivos:



Neste modelo o camisa 11 tem a obrigação de cair pelos dos lados, é o dito segundo atacante, ou atacante de movimentação, enquanto o 9, no caso Adriano, é o centroavante.

Contudo como o Imperador tem cacoete de sair da área, neste segundo sistema os espaços podem ser bem divididos entre ele e Nilmar. Já no primeiro, no 4-5-1, Adriano não pode se afastar da área em demasia, senão o ataque fica sem referência.

Portanto, em função do estilo de jogo do flamenguista e do ex-colorado, é provável que a Seleção se apresente no 4-4-2 em losango. Resta-nos esperar para ver.

PS.: O pontilhado na seta de Elano significa que ele é mais um lançador do que um condutor de bola.

4 comentários:

Rafael Andrade disse...

Eu prefiro a seleção no 4-4-2, com o Nilmar e o Adriano mais incisivos no ataque. Porém, pra se jogar dessa forma, é necessario um meia mais pensador, e não um trombador como o Julio Baptista, cuja grande virtude é a força fisica, e não a habilidade ou bom toque de bola. Será duro ver o ex-sao paulino com a 10 da seleção hoje, essa camisa merecia alguém melhor.

Sobre o Futebol Carioca disse...

vai ser um jogao!

Rodrigo de Oliveira disse...

Brasil no 4-4-2, com muita velocidade de Nilmar

Blog do Tavares disse...

Queria ver era o Diego Souza no lugar do Baptista e o Xavier no do Elano...

Abraços!