terça-feira, novembro 10, 2009

Símon, Belluzzo e a TV

Uma coisa é a bola que o Palmeiras está jogando, outra coisa é a falha do juiz. É preciso ponderar isto antes de qualquer análise.

Símon errou no lance do Obina, como errou em dezenas de partidas em sua carreira. No entanto, ao chamá-lo de safado, Belluzzo também se equivocou.

Na minha opinião todas estas confusões e injustiças poderiam ser evitadas se houvesse intervenção da TV nos jogos de futebol.

8 comentários:

Caio Magalhães Bechtlufft disse...

Pois é ! Estás coberto de razão. Não entendo essa coisa da FIFA achar que as discussões a respeito dos erros nas partidas de futebol dão mais emoção ao esporte.
A tecnologia tinha que ser utilizada a favor do espetáculo. Quanto dinheiro é gasto com o futebol ? Os times fazem investimentos tremendos e podem ver todo seu "trabalho" ir por água abaixo por conta de uma simples e normal falha humana.

Levy Mendes disse...

É caio, mas difícil seria implantar um sistema eletrônico desses em todos os lugares onde se joga futebol oficialmente.

No Maraca, no Morumbi, na primeira, e talvez na segunda, seria possível.
Agora, imagine a 3ª divisão do campeonato cearense; São Raimundo x Guaratinguetá pela copa do brasil...

é difícil porque o futebol, aqui, não é esporte de elite, e sim do povão.
o ingresso é 20, 30 reais, e não 300 euros...
mas aí dá uma discussão pra lá de boa!
---
A propósito, diretor do palmeiras se equivovou mesmo, mas concordo em uma coisa:
Por que os árbitos também não dão entrevista coletiva após os jogos?
Deveriam.

Entrem também no meu Blog, escrevi sobre Simon po lá...

www.blogfutebol.net

Mike Conradt disse...

http://futeblog-conradt.blogspot.com/

No meu blog eu escrevi o que penso sobre esse caso do Simon, e minha opinião não é muito diferente da sua.

Se quiser dar uma olhada, o link tá aí em cima. Pode deixar um comentário se quiser.

FlesH disse...

SIMON é JUIZ DE ESKEMA, SAFADO, BANDIDO

N precisava nem de tv pra ver o quanto esse safado não tem caráter, escravo do joao havelange, SAFADOOO!!!

Carlos Pizzatto disse...

Mas Levy, nem todos torneios de tênis tem o desafio eletrônico, por exemplo. Muito pelo contrário.

Evidentemente que este recurso, no futebol, seria utilizado somente em jogos televisionados.

Os que não são transmitidos não teriam intervenção da TV, seriam apitados à moda antiga (atual).

Leonardo BA disse...

Meu amigo Carlão

Sobre o lance fiquei desde o início com a impressão de que o Obina só conseguiu voltar para cabecear a bola porque se escorou no zagueiro. Usou como alavanca para posicionar o corpo e alcançar a bola. No início do lance é sempre aquele agarra-agarra no área. Os dois estavam se agarrando mas o lance determinante parece só ter sido feito com o "apoio" no zagueiro.
Vida de árbitro é complicada. decisão é na hora mesmo.

Sobre a tecnologia acho que em grandes campeonatos o recurso deveria ser utilizado. É muito dinheiro em jogo, muita paixão, para continuar com uma estrutura amadora e na subjetividade do árbitro na hora decisiva. O controle do tempo de jogo para evitar a "cera" também deveria ser repensado. Muitas confusões ocorrem em campo em função desse recurso anti-desportivo.

Abraço

gerson disse...

Sei não, acho que o Simon tinha justificativa pra marcar a falta. O Obina joga o braço esquerdo. O juiz pode interpretar que ele pretendeu barrar a antecipação do zagueiro.

Anônimo disse...

Your blog keeps getting better and better! Your older articles are not as good as newer ones you have a lot more creativity and originality now keep it up!