domingo, outubro 07, 2007

Betão, eterno

Emocionado, o zagueiro corintiano - tão criticado e questionado - comemorou seu gol.

Emocionado, o zagueiro corintiano deu à nação alvinegra o que ela esperava há quatro anos: o gol da vitória sobre o São Paulo.

Emocionante.

Foi o gol que fez o torcedor corintiano soltar o grito reprimido, entalado, sufocado na garganta. O grito de vitória sobre o São Paulo.

Treze jogos sem vencer o rival. Quatro anos sem triunfar sobre o time do Morumbi.

Tabu que incomodou. E muito.

Incomodou.

Não mais.

Betão, com todos os motivos, se emocionou.

E emocionou, com razão, todos os corintianos.

A escrita cai e o Corinthians sobe. E ganha confiança para subir a cada rodada na tabela, para se afastar da sombra, de vez por todas, da sombria zona do rebaixamento.

Um comentário:

S4vi0 disse...

Oo..oo.. Timao eo!! Hehehe!!! Nao ia perder a oportunidade neh crá!! Ahuahuahauha!!! "Betao eterno"!! Tinha q ser dele mesmo... hahaha!!