quarta-feira, junho 18, 2008

Como vai o Brasil?

O ponto-fraco mais fraco do Brasil é a ausência de criatividade no meio-campo, é a falta de qualidade na saída de bola.

O problema do meio-campo verde-amarelo não são os três volantes de Dunga, mas sim quem são os três volantes.

Gilberto Silva, Josué e Mineiro, reservas em seus clubes, não são as melhores saídas para a saída de bola. No losango brasileiro, só Diego, o último homem do meio de campo, é habilidoso. Os outros três lados deste losango são precários tecnicamente.

Dunga parece ter percebido, e deve entrar com Anderson no lugar de Josué.

Anderson no lugar de Josué eleva o nível técnico do meio-campo. Por outro lado, ele pode tirar Diego e pôr Julio Baptista. Pode dar certo, como deu na final da Copa América. Porém a qualidade técnica diminui.

Ainda acrescentaria Hernanes ou Elano no lugar de Mineiro. Com Hernanes ou Elano pelo lado direito, a Seleção teria mais válvulas de escape durante a dura partida desta noite. Sem falar nos tiros de longa distância, ponto-forte dos jogadores do São Paulo e do Manchester City. Mas aí seria demais, muitas alterações para o conservadorismo Dunguiano.

E no ataque, o carrasco dos argentinos Adriano, por ser carrasco dos argentinos, tem chance de entrar no lugar de Luis Fabiano.

O Brasil, provável, é apenas uma hipótese, vai assim:

Um comentário:

Net Esportes disse...

Acho que na frente vai o Adriano mesmo no lugar do L.Fabiano, esse meio-campo ficou bom......... mas certamente vencer a Argentina será a pior coisa pro Brasil, pois todos vão dizer que tudo está bem quando na verdade vai continuar a mesma porcaria!