quarta-feira, maio 05, 2010

A peça que falta à engrenagem

Ricardo Gomes deve ter seus motivos para deixar Marcelinho Paraíba no banco. Deve ter também seus motivos para escalá-lo, quando o escala, na ponta esquerda. Razões que desconheço, mas sou louco para tomar conhecimento.



Na partida contra o Universitário, Marcelinho entrou aos 45 do segundo tempo, no lugar de Fernandinho, para jogar aberto pela esquerda, pra variar. Em um minuto ele saiu da ponta, foi para o centro e, antes do apito final, desferiu um perigoso tiro de longa distância e quase marcou o gol da classificação.

Minha maior dúvida não é nem por que ele é reserva, e sim por que Ricardo o escala pelo flanco, e não pelo corredor central. Na minha modesta visão, Marcelinho tem todas as características para atuar centralizado, atrás dos dois atacantes. Tem o passe, a finalização, a visão de jogo. Só não tem velocidade, aptidão crucial para quem trabalha justamente pela beirada.

Desde a saída de Danilo o clube do Morumbi padece de um meia requintado. No entanto, esse meia, canhoto, ainda por cima, pertence ao atual elenco. Apenas é mal aproveitado e mal escalado. Isso, claro, na minha opinião.

Marcelinho não é nenhum Paulo Henrique Ganso, nenhum Sneijder, nenhum Riquelme. Não é o salvador da pátria são-paulina, não é o solucionador de todos os problemas. Contudo, com ele, imagino eu, o jogo do Tricolor, que está travado e desentrosado, pode fluir com mais facilidade.

5 comentários:

Thiago disse...

SPFC VIRTUAL CAMPEÃO DA LIBERTADORES 2010 ...!!!!

Marz disse...

Cara, ninguém entende o que o Ricardo Gomes faz... aliás, ninguém entende porque ele ainda é o técnico do SPFC...

Thiago disse...

VIVA O RICARDO GOMES !!!

CADU... prepara os R$ 100,00



"e a libertadores timão vai ganhaaa... soh no playstation tion soh no playstation "

mArcelo - www.myspace.com/ativarock disse...

Poderia escalar o meio com Rodrigo Souto, Hernanes, Marcelinho Paraíba e Marlos. Custa nada testar!

Eduardo Ferraz de Oliveira disse...

Carlos também não compreendo essa visão do técnico Ricardo Gomes... Me lembro que no primeiro jogo do M. Paraíba pelo Tricolor esse ano, ele faz um golaço, e onde ele estava? No meio!!!

Vai entender.