terça-feira, junho 22, 2010

O peso extra-campo

Treinador tem que liderar. Veja o caso da França. Faltou um Napoleão.



O papel do técnico vai muito além de treinar e escalar o time. É ele o grande encarregado em fazer com que o espírito de união se dissemine e impregne pelo grupo. É ele o maior responsável em fazer com que seus comandados tenham todos um único objetivo em comum: a vitória.

No episódio francês, Zidane, que já trabalhou com ele, chegou a comentar que Domenech sequer é treinador de futebol. De fato ele peca no quesito técnico, dentro do campo. No entanto o que mais chamou a atenção na vergonhosa campanha francesa foi a falta de orientação da equipe, fora das quatro linhas.

4 comentários:

Jonhy Pork disse...

pior foi esse tecnicozinho discutindo com o Parreira. Com o elenco da França era só fazer o básico, quis mandar mais que pode, deu nisso!

Carlão,
pode adicionar o meu blog no seu? farei o mesmo assim que me responder.
Abs!


visite também =)
http://futcharmoso.blogspot.com

ciro disse...

muito bom carlao esse seu post

ciro disse...

visitem meu blog tambem
http://www.cirocoment.blogspot.com/

Bolleiros disse...

O Domenech não tem o menor crédito com o grupo. Não vou dizer que ele é o grande responsável pelo fracasso francês na copa. Mas ele era a pessoa que poderia evitar.

A França, no papel, tinha time o suficiente para classificar-se sem maiores dificuldades. Porém, faltou pulso ao Domenech para aparar as arestas no plantel. E a situação fugiu de controle. Deu no deu.