quinta-feira, julho 09, 2009

Raposa traz bela vantagem na bagagem

Salto alto. A partir de agora este é o maior adversário do Cruzeiro. Acreditar cegamente que o Estudiantes não é lá essas coisas é o canto da sereia ao qual a Raposa não pode dar ouvidos.

Como o gol fora de casa não é critério de desempate na final da Libertadores, em matéria de placar qualquer empate conquistado na condição de visitante é espetacular. Por isso o resultado trazido da Argentina tem de ser festejado. Porém não deslumbrado.



Nesta quarta-feira a equipe de Adílson Batista não conseguiu jogar como gosta, mas deu pro gasto. O time soube suportar a pressão dos hermanos em La Plata, e muito em função de Fábio o zero a zero persistiu. Já no Mineirão a tendência é que o anfitrião ponha a bola no chão e se imponha. E vença.

2 comentários:

Vinícius Franco disse...

O Fábio fechou o gol mesmo. Foi importantíssimo para esse bom resultado...

Blog do Deco disse...

O Cruzeiro não passou muito sufoco, claro que os caras tuveram mais chances, mas não foi aquele teror, em alguns momentos, o Cruzeiro foi até melhor! Fábio está em ótima fase, e aqui no Brasil, dá Cruzeiro! 2x0 meu palpite!