quinta-feira, agosto 06, 2009

As possibilidades do jogo da rodada

Palmeiras com três zagueiros e Grêmio com dois atacantes. A meu ver estes são os esquemas mais prováveis para o jogo desta quinta-feira no Palestra Itália.

Como o Tricolor joga com dois avantes imagino eu que Muricy irá manter o trio que atuou contra o Sport. Assim sendo Maurício pegaria Maxi, Marcão marcaria Jonas e Danilo ficaria na sobra.

Um pouco à frente Pierre bateria com Tcheco e Edmílson com Souza. Cleiton Xavier com Adílson e Diego Souza com Túlio. Armero* e Thiego travariam a batalha de um lado e Wendel e Fábio Santos do outro. E Réver e Léo seriam os encarregados por Obina.



Diego Souza e Cleiton Xavier são os fiés da balança alvi-verde. No decorrer da partida o camisa 7 costuma atuar como meia e segundo atacante, cai pelos dois lados, busca o jogo atrás, tem liberdade para criar e agredir. Em seu deslocamento ele poderia arrastar Túlio e abrir espaços para as entradas em diagonal de Armero, para as subidas de Edmílson, e para a aparição do próprio Cleiton, o outro que pode fazer a diferença.

O Grêmio, por sua vez, tem no canto canhoto seu ponto forte. Fábio Santos, Adílson e Tcheco rotineiramente tramam jogadas por ali. Se um dos atacantes, Maxi ou Jonas, abrir pro flanco e levar consigo um dos defensores, num descuido dos anfitriões a entrada da área poderia se escancarar para as penetrações e os tiros de longe do 10, do 8, do 11, do 6.

Outra possibilidade tática foi levantada no Preleção. Paulo Autuori poderia entrar com Douglas Costa num 4-2-3-1. Aí sim o Palmeiras ficaria descoberto. Na verdade Pierre seria o único na cobertura.

Se Maurício marcar Maxi e Danilo ficar na sobra, Pierre bateria com Douglas Costa. Se Marcão marcar Maxi e Danilo ficar na sobra, Pierre marcaria Souza. Creio que seria mais ou menos por aí.



Desta forma a defesa palestrina correria o risco de, a partir de um erro individual ou coletivo, se tornar um abismo. Se Souza e Douglas atuassem bem abertos, por exemplo, ou a zaga iria se espandir, se afastar, e a chance do confronto ficar no mano a mano aumentaria, ou Armero e Wendel teriam de voltar para combater os pontas do Grêmio, deixando assim os laterais tricolores soltos e um dos zagueiros do Palmeiras sem utilidade.

Por isso penso eu que, se Autuori optar por Douglas no lugar de Jonas, Muricy abrirá mão do terceiro zagueiro. Para voltar ao 4-4-2, ou com Souza (Sarará) no meio e Diego Souza de segundo atacante, ou com Diego Souza no meio e Willians no ataque, junto a Obina, assim:



Neste caso os encarregados de frear os ponteiros da equipe gaúcha seriam os laterais Wendel e Marcão (ou Armero). Além do que os donos da casa teriam vantagem numérica no meio. Pierre enfrentaria Tcheco; Cleiton, Adílson; Diego Souza, Túlio. E Edmilson ficaria, em tese, livre. Talvez Souza e Douglas voltariam para formar uma segunda linha de quatro para minimizar a superioridade quantitativa do adversário. Talvez.

O fato é que estas três opções são teorias, e somente à noite saberemos, no duelo mais importante da rodada, o que vai acontecer na prática.

*Ato falho da minha parte. Armero não joga, terceiro amarelo. Portanto penso eu que ou Muricy vai de Jefferson na ala esquerda, ou vai com uma linha de quatro (última prancheta).

6 comentários:

Amano Bonsai disse...

Parei de ler em Armero :/

Ricardo disse...

Como vc faz essas tabelinhas?

Blog do Carlão - Futebol disse...

Valeu pela correção. Coloquei um asterisco em Armero.

Saulo disse...

Esse jogo promete heim.

Fernando Gonzaga disse...

é difícil analisar o time do Grêmio, pois ele é uma equipe em casa e outra totalmente diferente fora...tanto que é o pior visitante deste brasileirão...

abraço!!

Blog do Deco disse...

1- Como vc faz as tabelinhas !
2 - Parei de ler só no final!! rsrs
3- Vamo Gremio!!!!
4- Abraço!
5- Cade vc no meu blog?