sábado, agosto 29, 2009

Diaby dá vitória aos Diabos

Futebol tem dessas: o dominado pode vencer o dominador. Foi o que aconteceu neste sábado no clássico inglês entre Manchester United e Arsenal.

Com Diaby no lugar de Fabregas e Eboue no de Bendtner, o time de Arsene Wenger se manteve no 4-1-4-1 habitual e, no frigir dos ovos, foi superior ao adversário mesmo no Old Trafford. No entanto esta superioridade não se refletiu no placar porque dois gols caíram do céu no colo dos Diabos Vermelhos: o do empate, num pênalti meio mandraque, e o contra, feito por Diaby.



Após sofrer a virada, Eduardo entrou no lugar de Denílson e a partida ficou espelhada taticamente: o 4-1-4-1 deu lugar ao 4-4-2, com Song e Diaby por dentro, Arshavin (Rempsey) e Eboue (Bendtner) pelas beiradas, e Eduardo e van Persie no setor ofensivo.

O Manchester, por sua vez, trabalhou neste 4-4-2 do início ao fim, com Carrick e Fletcher no centro do meio-campo, Nani e Valencia de wingers, e Giggs e Rooney no ataque (o ponto fraco).

Na minha opinião Giggs como segundo atacante é sofrível. Não tem velocidade para isso. O veterano foi, em alguns momentos, a areia movediça do time. Diversos contra-ataques morreram no camisa 11.

Nem sempre o melhor em campo é premiado com a vitória. Desta vez deu Manchester. Mas, a meu ver, a perspectiva da temporada do Arsenal é bem mais animadora.

2 comentários:

Bruno Zanette disse...

É, Carlão, o futebol talvez seja o esporte mais injusto do mundo, mas me parece o que tem a regra mais clara: basta fazer um ponto a mais (no caso gol) do que meu adversário, e será o suficiente para ganhar a partida. Foi o que fez o Manchester United, jogou como sediz, com o regulamento debaixo do braço, contando, é claro, com um pouco de sorte.

Obrigado por estar seguindo meu Blog, o MZ Esporte!

Abraço!

Blog do Deco disse...

Gosto dos Red Devil,s, um time que tem um padrão de jogo eficaz e seguro!! Ontem, contou um pouco com a sorte, e porque não dizer, com o peso de sua camisa! Abs!!