terça-feira, agosto 18, 2009

Fabregas e Denilson lado a lado

Foi neste 4-1-4-1 que o Arsenal venceu o Celtic na Escócia por 2 a 0 em partida válida pela fase pré-grupo da Liga dos Campeões nesta terça-feira.

No primeiro tempo a segunda linha de quatro não se apresentou de forma tão rígida quanto no segundo. Na primeira metade Fabregas se desprendeu e circulou por uma extensa faixa do gramado para tramar as jogadas, enquanto Denilson ficou mais preso.

No entanto nos 45 minutos finais ficou nítido que os camisas 4 e 15 atuam lado a lado, um pouco à frente do 17 (sendo que o espanhol tem mais liberdade para avançar que o brasileiro). Sem a bola Bendtner e Arshavin voltam para compor a linha de quatro do meio-de-campo.



O lado mais incisivo foi o esquerdo, com Clichy, Denilson, Arshavin e o próprio van Persie, que por diversas vezes buscava o canto do campo e deixava a área sem referência. Já o flanco oposto não foi tão acionado porque Bendtner não tem a velocidade e a habilidade que Arshavin possui. Não sei até quando Wenger vai insistir com o 52 aberto na direita.

A diferença do 4-2-3-1 da temporada passada para este 4-1-4-1 é o posicionamento do miolo da meia-cancha. Hoje o ex-são-paulino joga mais ao lado de Fabregas do que de Song. A mudança é sutil, mas existe.

2 comentários:

Nicolau disse...

Bota um centroavante e o Van Persie aberto numa das pontas. Se quiser, pode levar o Souza baratinho.

Joao Lucas Campos disse...

Sem um centro-avante de oficio fica difícil, força demais um único atacante que não é referencia na frente. Concordo com o nicolau bota um centro-avante e de liberdade ao persie sair para o jogo. Mas uma opinião pessoal o Fabregas joga muito!