quarta-feira, dezembro 10, 2008

Os motores do Bayer de Munique

Schweinsteiger e Ribéry são fundamentais para o funcionamento do Bayer de Munique. São eles os principais responsáveis em fazer a ligação entre o meio-campo e o ataque.

Esta articulação não é feita à base de lançamentos. Pelo contrário. Os camisas 7 e 31, velozes carregadores de bola que são, infiltram-se por dentro (ou abrem pelas pontas) e fazem as triangulações a passes curtos.



Ribéry trabalha com Lahm e Toni pela esquerda. Pela direita Schweinsteiger faz o mesmo com Oddo e Klose. E quando partem para o meio, eventualmente eles se encontram.

Quando a equipe está sem a bola, ambos acompanham os laterais e/ou volantes adversários, e praticamente formam uma linha de quatro com Van Bommel e Borowski.

PS.: Este foi o time que venceu hoje o Lyon por 3 a 2, na França, pela Liga dos Campeões.

2 comentários:

Breiller disse...

Que timaço montou o Bayern pra essa temporada, hein? E ainda tem Lucio e Zé Roberto, que não jogaram contra o Lyon, e o Podolski, que, se voltar, tem que ser encaixado de alguma maneira nesse time.

João Paulo Tozo disse...

Sou fã do Ribery e aposto nele como um postulante a melhor do mundo na próxima temporada.