quinta-feira, março 19, 2009

As posições de Hernanes e Ramires

Foi no Brasileiro de 2007 que o são-paulino e o cruzeirense apareceram para o futebol nacional. Naquele ano Ramires formou a dupla de volantes com Charles, e Hernanes com Richalyson. Em ambos os casos, atuaram como segundo volante.



Do ano passado para cá, Hernanes e Ramires foram deslocados por seus treinadores para a meia. Não porque Adílson Batista e Muricy Ramalho notaram em seus atletas um potencial descomunal para a posição, mas sim porque identificaram uma carência na criação pelo lado direito. Quem articulava pela esquerda nas equipes mineira e paulista eram, e ainda são, Wagner e Jorge Wagner. Entretanto pela direita ninguém criava. Por isso Muricy e Adílson transformaram Hernanes e Ramires em meias. Foi pura necessidade.

No entanto é como volante que eles são craques. Repito: como volante, são craques. Como meia são apenas bons jogadores. Como volante, vindo de trás, jogando de frente, eles têm vaga em qualquer clube ou seleção do mundo. Como meia, tendo que se posicionar muitas vezes de costas para o adversário, não.

Só que para a infelicidade do Hernanes, do Ramires, e de todos que querem vê-los com a amarelinha, o técnico Dunga é bitolado, para não dizer limitado, taticamente. Para ele Hernanes e Ramires são meias e disputam lugares com Kaká e Ronaldinho, quando na verdade seus legítimos concorrentes deveriam ser Josué, Anderson, Elano e Felipe Melo.

Um comentário:

gerson disse...

concordo integralmente contigo. são craques como volantes, e provam que volante bom é o que sabe jogar.