terça-feira, setembro 18, 2007

Estréia com os pés direitos

Logo na estréia da UCL 07/08, o rubronegro milanês mostrou por que é o atual campeão da competição. Contra o Benfica, só deu Milan.

Aos 9 minutos, Pirlo abriu o placar, de destra, em falta cobrada com precisão de neurocirurgião. Após trama feita por Kaká e Pirlo, Inzaghi, de direita, fez os segundo aos 24', num belo voleio. Só deu Milan.

Com os três volantes protejendo a zaga, os laterais milaneses apoiam a todo instante, principalmente o direito Oddo. O centro-avante, que geralmente tem a solidão como única companheira, esteve bem acompanhado dos dois meia-atacantes. Kaká e Seedorf, que trocam de lado a toda hora, não deixaram o camisa 9 tão isolado.

No segundo tempo o Milan tirou o pé do acelerador. Mudou de estratégia e adotou o contra-ataque. Bobagem. Para quê? Aos 75', para dar qualidade ao meio-campo, Ancelotti tirou Seedorf e colocou Emerson em campo. Quatro volantes!

Nuno Gomes ainda descontou no último minuto da partida. Final, 2 a 1.

Hoje, Milan é o time mais forte da Copa dos Campeões. Não só por causa do entrosamento inerente ao escrete, mas por ter, indiscutivelmente, o melhor jogador do mundo: Kaká.

Um comentário:

gerson sicca disse...

Kaká está esbanjando bom futebol. E há outros jogadores muito bons no milan