quinta-feira, setembro 06, 2007

Tuta e Finazzi são Seleção!

Nos dias 9 e 12 deste mês, o Brasil tem marcado em sua agenda dois compromissos a milhares de milhas do Brasil, é claro.

Você lembra quando foi a última partida da Seleção em território nacional?

Eu também não, mas não vem ao caso. O foco aqui não é a prostituição do escrete brasileiro, e sim a convocação, sem vocação, do ex-jogador em atividade Dunga.

Não vamos discutir sobre a defesa, com seus Gladstones e Edus Dracenas. Não vamos perder tempo falando do meio-campo, com seus Fernandos e Elanos. Muito menos sobre os Donis da vida.

Vamos avante. Aos avantes. Aos centro-avantes.

Qualquer entendedor de rugbi percebe que Afonso e Vágner Love não podem usar a camisa da Seleção. Qualquer ateu de meia-tigela que se preste sabe que é um pecado mortal. Qualquer ser irracional pensa duas vezes antes de convocar Afonso e Vágner Love. Menos Dunga.

Afonso jogou tão pouco tempo no Brasil, que ninguém sabe, ninguém viu. Não se pode convocar um jogador baseado num vídeo do Youtube com um compacto de seus melhores momentos. Tem de se analisar o dos piores também.

E Vágner Love? Baita jogador, surgiu como grande promessa, era um craque na encubadora. Foi muito bem no Palmeiras. É, foi. Na segunda divisão. O Zé Pequeno dos gramados nunca jogou uma Série A. Quando jogou, jogou na Rússia. E, cá entre nós, o futebol Russo é semelhante ao beisebol brasileiro. Além do que, no CSKA, Jô se sai melhor que Love.

Então, por que Diabos, meu Deus do céu, Afonso e Vágner ainda são convocados?

Estas convocações só dão margem a pensamentos pra lá de desconfiados em relação à ética e ao caráter do pseudo-treinador do selecionado nacional. Ou à inteligência futebolística mesmo.

Por que Afonso e Vágner? Por quê?

Por quê, se no Brasil temos Kléber Pereira e Leandro Amaral?

Temos também Dodô, Aloísio e Alecsandro.

Temos, que saber!?, Tuta e Finazzi.

Sim! Temos Tuta e Finazzi!

Poderíamos até lançar a campanha "Tuta e Finazzi são Seleção!".

Mas não adiantaria, seria em vão. Além de ser teimoso, Dunga não tem olhos para o Brasil.

5 comentários:

Vinicius Grissi disse...

Afonso é pegadinha. Love é um bom reserva para a seleção.

Agora, Tuta e Finazzi você está querendo fazer com a seleção o que o Dunga está fazendo: transformando em motivo de chacota!

carlão disse...

Cara, a campanha por Tuta e Finazzi é uma ironia. No fundo, bem no fundo, tem um pouco de verdade. Mas é irônica.

carlão disse...

A galera na comunidade da ESPN está me chineliando.

Por Deus, está bastante implícita, eu sei, mas é uma ironia. I-R-O-N-I-A. E a tosca montagem ajuda a compreendê-la.

carlão disse...

Corrigindo: comunidade da ESPN Brasil.

E, para passar a régua de vez no assunto, a campanha "Tuta e Finazzi" é uma brincadeira, séria, contra a política de Dunga de convocar Afonso e Vágner.

Zaca disse...

Não sei se sou o unica Carlão, mas sou mais Tuta e Finazzi do que Vanger e Afonso. E o Leandro Amaral quem diria hein? Até o meio da ultima temporada estava esquecido na portuguesa... deve ter sangue lusitano! ehhehehehe