quinta-feira, junho 18, 2009

2 a 0: melhor impossível para o Timão

Felipe fez justiça com as próprias mãos. Se no ano passado ele fora crucificado por supostamente ter falhado nas finais da Copa do Brasil contra o Sport, neste ano caso o Coringão chegue ao título muito se deverá ao goleirão, principalmente pelo que fez nesta quarta-feira no Pacaembu.

Se Felipe não tivesse fechado o gol e o Inter tivesse balançado a rede ao menos uma vez o Colorado, para mim, passaria a ser o favorito para erguer o caneco. No entanto o placar de 2 a 0 faz do Corinthians o grande candidato, disparado. Mandante que não sofre gol tem meio caminho percorrido.



Não que o Internacional com Nilmar, D'Alessandro, Taison e cia não possa fazer 3 a 0 no Corinthians em Porto Alegre. Só é difícil primeiro porque o Timão raramente toma tantos gols, segundo porque se levar um o Inter tem de fazer quatro, e terceiro porque a equipe de Mano Menezes sabe jogar fora de casa.

Aliás, se fosse para apontar o favorito do confronto antes do jogo de ontem, eu apontaria o time paulista por este mínimo detalhe: o Corinthians como visitante joga melhor que o Inter como visitante (embora o Colorado tenha feito ontem uma bela partida).

Favoritismos à parte o fato é que os primeiros 90 minutos da final da Copa do Brasil matam a Copa Libertadores da América de inveja. Enquanto Palmeiras (eliminado) e Grêmio (classificado) fizeram joguinhos de meia-tigela, Corinthians e Inter proporcionaram um espetáculo esplêndido.

2 comentários:

André Augusto disse...

Realmente, mostriu que está em grande fase e foi decisivo para a vantagem do Corinthians. E essa final mostrou o porquê das equipes serem as melhores do país na atualidade.

Guillermo disse...

Isso... bom mesmo é jogar a Copa do Brasil, cujo campeão vai para... a Copinha de meia tigela.

Vai entender, vai entender...

DÁ-LHE GRÊMIO!!!