domingo, fevereiro 21, 2010

As linhas do Manchester City

A exemplo de tantos outros na Inglaterra, o Manchester City do italiano Roberto Mancini joga no 4-4-2 em linha.

Sem Tevez, o time que ficou no 0 a 0 com o Liverpool neste domingo, em Manchester, teve Ireland e Adebayor no ataque.

A linha de quatro do meio-campo foi composta por Wright-Phillips, De Jong, Barry e Johnson. E a da defesa, por Zabaleta, Kompany, Lescott e Bridge. Só para registro, aos 30 minutos da primeira etapa o canhoto Johnson e o destro Phillips trocaram de lado.



Em seu retorno ao Brasil, Robinho, entre outras queixas, disse que atuava fora de posição na equipe inglesa. Ele era escalado aberto pela esquerda na linha do meio (posição de Johnson na prancheta).

Entendo que o brasileiro rende mais no ataque, é óbvio. No entanto Robinho não vinha rendendo em nenhuma posição, além do que a dupla de frente estava, e ainda está, consolidada com Adebayor e Tevez.

Em resumo, Mancini tinha seus motivos para escalar o santista por ali. Faltou ao jogador profissionalismo para acatar a decisão de seu superior.

Um comentário:

Melhores jogadores de futebol do Mundo disse...

Concordo com vc.Robinho é um baita jogador mas não dava certo em nenhuma posição,só no ataque,em diagonal,enfim não conseguia jogar,agora no Santos parece ter encontrado um lugar para jogar bem.