domingo, março 14, 2010

Nem ao mar, nem à terra

Bem que Dorival Júnior avisou, antes do clássico: 'Será um grande espetáculo'. E foi. Jogo lá e cá, com várias oportunidades de gol (e o melhor é que várias destas oportunidades foram convertidas: Santos 3 x 4 Palmeiras).



No meu entender, Neymar não vai deixar de ser craque pela exibição que deu, nem Robert ganhará este status pela partida que fez.

Não é este jogo que faz do Palmeiras um time melhor que o Santos, na minha opinião. A vitória do Verdão foi pra lá de merecida. Mas daí a achar que a equipe alvi-verde é superior à alvi-negra, para mim, é um erro.

Confesso que, no futebol, só tem uma coisa que me incomoda mais que jogador cai-cai, que paradinha e que arbitragem à brasileira: análises imediatistas. Ganha no domingo, é elevado ao céu. Perde na quarta, é atirado ao inferno.

Repito: o resultado obtido pelo Palmeiras foi merecidíssimo, principalmente pelo segundo tempo. Mas daí a pensar que a equipe santista, entrosada, bem armada e repleta de atletas talentosos, não presta, é um precipício de precipitação.

3 comentários:

Daniel & disse...

concordo carlão... falam que futebol é momento mas no brasil levam ao pé da letra...

Guilherme disse...

Jogão do Santos!!! Muita raça dos dois times, muito bom vc ver as duas equipes pra frente buscando o gol!!

Santos 3 x 4 Palmeiras
Santos
Palmeiras

Anônimo disse...

Carlao, boa noite..vc eh fera nas materias, soh nao gosto desse lance de esquema tatico, acho q os times tem q ser compactos, atacando e defendendo...
O q me fez escrever aqui eh tua aversao a jogadores cai-cai, juiz ruins, EU ACRESCENTARIA COMENTARISTAS DE ARBITRAGEM q veem tudo em slow e ainda cornetam...qualquer encostadinha eh falta aqui no Brasil, no jogo (horrivel) de SP vs NACIONAL o arbitro foi sensacional deixou o jogo correr, PARABENS pelos post.
abraco
Gustavo