sexta-feira, março 05, 2010

Pato, Ganso e Cisne

Se neste século Pato e Ganso brilham nos gramados do Brasil e da Europa, no anterior outro craque com apelido de ave conquistou o mundo.

Alcunhado de Príncipe Etíope de Rancho por Nelson Rodrigues, Mestre Didi também era conhecido por Cisne Negro, em função de seu pescoço avantajado.



Evidentemente que não vi Didi jogar, apenas li e ouvi. Mas até onde compreendi, há algumas semelhanças entre o melhor jogador da Copa de 58 e o atual meia do Peixe, além do pescoço: a espinha ereta, o peito estufado e a cabeça erguida são suas características (noves fora a qualidade no passe e a visão de jogo).

Se a carreira de Paulo Henrique chegar aos pés da do eterno meio-campista do Botafogo, do Fluminense e da Seleção, o futebol mundial vai agradecer.

4 comentários:

Danilo Topera disse...

Belo Blog Carlão!

O ganso é ótimo, difícil achar meia de criação como ele hoje em dia. Eu levaria para a copa!

Abraço!

futnaredenet.blogspot.com

Gabriel Campi disse...

Ainda está cedo ara o Ganso ir pra seleção. Falta bastante. Já o Neymar está num patamar acima.

Abraços.

www.blogfutebonaveia.blogspot.com

Sir.Cristiano disse...

Bom blog Carlão...

Acho q o Ganso terá um futuro mais promissor q o próprio Neymar.

http://futemoney.blogspot.com/
seguimos vc, se possivel de uma olhada no blog!
abraços

Vinicius Grissi disse...

Ganso ainda tem muito a provar e evoluir. Mas, de fato, é um jogador diferente e muito qualificado. A cabeça erguida e o passe inteligente são suas maiores virtudes.