quinta-feira, maio 03, 2007

Nem bom, nem ruím

Ainda bem que os grandes campeões brasileiros da América vão fazer outro jogo na quarta-feira que vem.

Esperamos que a partida da volta, entre Grêmio e São Paulo, propicie um melhor espetáculo ao público.

Se bem que nem sempre o "melhor espetáculo" vence.

Pois bem...

O primeiro tempo do duelo desta quarta foi fraco. Poucas oportunidades de gol. Poucas e (nem todas) boas. Todas do Grêmio.

De fato, o tricolor gaúcho foi superior no primeiro tempo.

No segundo, o paulista foi melhor.

Foi melhor, muito em função de Dagoberto. Nos 45 minutos de trabalho, o camisa 25 do São Paulo mostrou que é um jogador diferenciado. Como disse Casão: "Três meses, e ele estará na Seleção.". Se Casa Grande disse isto, quem sou eu para questionar a qualidade de Dagoberto.

A estréia de Amoroso foi mais discreta.

No fim das contas, o 1 a 0 no placar não foi ruím (nem bom) para o São Paulo, que pode muito bem empatar ou vencer o Grêmio no Olímpico.

Nem foi ruím (nem bom) para o Grêmio, que pode muito bem vencer o time paulista por 2 gols de diferença. Tudo bem que Caxias não é São Paulo, mas o Grêmio precisava de 4 a 0 no mata-mata, e 4 a 0 conseguiu.

2 comentários:

Arthur Virgílio disse...

O Grêmio tem todoas as condições de reverter a situação no jogo do Olímpico. Só precisa tomar cuidado com Dagoberto, que está com fome de bola.

Danilo Damasceno disse...

Os dois gols mais bonitos foi o do jogo de ida contra o Manchester quando ele driblou meio mundo, e esse ultimo contra o mesmo Manchester.Obrigado por ter adicionado meu link aqui no seu blog, mas aguardo seus comentarios sempre la no Pitacos do Bodaum!Abraço e parabens pelo seu blog!