domingo, junho 03, 2007

Show de horror

Nesta noite de domingo, os tricolores fizeram um jogo duro.

Duro de se ver.

Paraná e São Paulo protagonizaram cenas explícitas de horror, dignas dos longa-metragens que eram exibidos no falecido Cine Trash.

Passes errados, raras oportunidades de gol, e nenhum brilho técnico foi o que se viu neste filme rodado na Vila Capanema.

O jogo foi brigado. Brigaram para ver quem fazia mais feio.

O ator principal - se é que teve - foi Rogério Ceni, que cumpriu seu papel de fazedor de gols, marcando o único da partida, num pênalti sofrido por Aloísio.

Pênalti fictício, diga-se.

O gol do Paraná, no finzinho da partida, foi verídico. Mas anulado.

Depois de quatro atuações, quatro exibições, depois de ver as quatro primeiras películas do tricolor paulista, pode-se dizer que o elenco do São Paulo é o preferido de Zé do Caixão.

Um comentário:

Danilo Damasceno disse...

O Paraná foi garfado em seu proprio estadio, ruim para ambos, pois o Parana perdeu a chance de continuar 100% e com a liderança já o São Paulo mascara o mal momento por pelo menos mais uma rodada!Abraço