terça-feira, setembro 30, 2008

Arsenal joga bem, e goleia

Quem assistiu a Arsenal 4, Porto 0, pela segunda rodada da Liga dos Campeões da Europa, viu que os gunners atacaram pela direita em demasia e abandonaram o lado esquerdo do campo.

Isso aconteceu porque o francês Nasri não conseguiu acompanhar o nível e o ritmo de jogo imposto pelo resto do time.

Na linha de quatro do meio-campo, enquanto o garoto Theo Walcott, atuando bem aberto pela direita, voou em campo, chamou o jogo para si e avançou em velocidade, o camisa 8 Nasri permaneceu invisível pelo outro lado. (É nítida a disparidade física e técnica que existe entre os dois.) Não bastasse isso, Fábregas, que joga ao lado de Walcott na linha de quatro (e também por isso o aciona a todo instante), saiu muito mais para o jogo que o brasileiro Denílson, como naturalmente faz.

Em noite inspirada de Adebayor (marcou dois, deu passe para um), de Van Persie e Césc Fábregas, os comandados de Arsene Wenger, como de praxe, exibiram um futebol vistoso e objetivo.


Mesmo insistindo pela direita, o Arsenal construiu um belo resultado nesta terça-feira diante de seus torcedores. Se bem que, na verdade, nem precisou insistir tanto, porque os donos da casa ganharam dos portugueses com facilidade.

Agora a situação do Grupo G está assim: Arsenal líder com 4 pontos, Porto em segundo com 3, Dínamo de Kiev em terceiro com 2, e Fenerbahçe em quarto com 1 ponto.

2 comentários:

Saulo Milleri Biral disse...

Eu não vi o jogo, mas esse Van Persie, Fábregas, Adebayor e o garoto Walcott, estão jogando muito.

André Augusto disse...

O problema é que, além de ele ter voltado de contusão, ele não rende jogando pela esquerda. É o carregador de bolas pelo meio, mais lento, porém mais armador. Wenger ainda não conseguiu encaixá-lo no esquema. Mas é bom jogador.