quinta-feira, setembro 25, 2008

Força máxima, futebol mínimo

Como era esperado, Ney Franco usou a força máxima do Botafogo contra o América de Cali:


Mas mesmo com o time titularíssimo, o Fogão foi incompetente. O Bota pouco criou durante a partida, principalmene no primeiro tempo. Conta-se nos dedos de uma mão as oportunidades de gol que o alvinegro teve. E o adversário por sua vez não fez muito diferente. O América, ligeiramente superior, só conseguiu um gol aos 27 do no segundo tempo. E ficou nisso.

Agora o Botafogo vai decidir a vaga às quartas-de-final na quarta-feira que vem, no Engenhão. A tarefa de casa não é nada fácil, porque, apesar de conseguir uma bela seqüência de vitórias no Brasileirão, o Botafogo de Ney Franco não vem jogando o fino da bola, não.

3 comentários:

gerson disse...

e olha que aquele time do américa de cáli é bem fraquinho.
A propósito, o América de Cáli é famoso por ser o time mais azarado da América.

Filipe Araújo disse...

o fôlego do botafogo parece ter ficado na belíssima arrancada do time no Brasileirão.

Abrazo!

http://gambetas.blogspot.com

Saulo Milleri Biral disse...

Eu já estou muito preocupado. O time caiu muito de produção e o Ney Franco tem que solucionar logo os problemas. Se continuar jogando esse futebol horrível, vai cair mais ainda na tabela e ser eliminado na Copa Sul-Americana. Acorda Botafogo! Acorda Ney!